Editora Casarão do Verbo
BOOKEIRÃO: um clube para protagonistas

Nossa intenção é criar e fomentar, em torno do clube Bookeirão, uma fiel e entusiasta comunidade de leitores interessados em boas leituras, discussões prazerosas e transformação social.

LEIA MAIS
Vantagens do sócio Bookeirão

Livros inéditos publicados pela Casarão do Verbo e enviados para o seu endereço em qualquer parte do país. Cartão do sócio para descontos em livrarias e estabelecimentos parceiros. Jornal Bookeirão e um mimo personalizado com a marca Casarão: camisetas, aventais e sandálias da coleção Pé de Prosa são alguns dos brindes exclusivos de quem é sócio do clube.

LEIA MAIS
BIBLIOTECAS CASARÃO CONTÊINER

Parte da renda proveniente do clube de assinatura Bookeirão será destinada à instalação das Bibliotecas Casarão Contêiner. Concebidas por Kanhana Dantas, uma arquiteta sensível à beleza e à leveza do traço, essas bibliotecas são práticas, aconchegantes e atraentes para o momento da leitura.

LEIA MAIS
POR TRÁS DE UM NOME

Boqueirão era o nome da pequena propriedade rural de Rozildo Saraiva, em Anajé, na Bahia. Era lá que nós, netos e futuros editores, passávamos as férias escolares. Era o nosso Sítio do Pica-Pau Amarelo, um lugar de inventar e viver histórias.

LEIA MAIS
CONVITE À DEGUSTAÇÃO

"Livro é sobremesa: tem que ser posto debaixo do nariz do freguês". Cem anos depois da constatação de Monteiro Lobato, o Brasil continua precisando de livros e sobretudo de leitores.

LEIA MAIS

FUNCIONAMENTO DO CLUBE

O Clube de assinatura Bookeirão tem como objetivo promover livros e leitura junto ao público brasileiro, fazendo com que livros publicados pela editora Casarão do Verbo cheguem às mãos de leitores espalhados pelos quatro cantos do país...

SEJA UM SÓCIO DO CLUBE

Venha nos ajudar a escrever uma história transformadora!

Torne-se sócio agora mesmo. É muito fácil ser um sócio Bookeirão.

LIVRO DE ESTREIA

No que você pensa quando ouve a palavra Noruega? Contos de fada?

Bacalhau? Os Vikings ou os fiordes, aqueles enormes vales ou entradas de mar entre altas montanhas rochosas e de águas tranquilas?

CARTOGRAFIA DA LEITURA

O que será que se lê, por exemplo, em Filadélfia, pequeno município no norte da Bahia, de pouco menos de 17 mil habitantes, com um IDH-M de 0,565, baixo, portanto, segundo os padrões do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento? Ou o que se lê, por sua vez, em Monte Aprazível, no estado de São Paulo, IDH-M de 0,808, considerado muito alto pelo mesmo PNUD?

PATRIMÔNIO

Patrimônio é um espaço dedicado a apresentar leitores — a alma do nosso negócio. A ideia é ter uma conversa informal com leitores dos mais variados cantos do país. Saber por que leem, o que leem, como a leitura entrou em suas vidas, que ganhos ela tem lhes trazido e que caminhos ela tem lhes feito percorrer. Simples assim.

DHP : DIA HÉLIO PÓLVORA

Em 2012, durante um juntar em nosso apartamento, Hélio nos fez rir bastante quando, a certa altura, tentou calcular o número de leitores fieis que ele acreditava ter arrebanhado ao longo de seus mais de sessenta anos de vida literária.

LIVARIA & CAFÉ DAS ALMAS

É mais que uma livraria. Um lugar de referência para se discutir ideais, sonhos, projetos, personagens, gente real, futebol, religião, química e metafísica.

LIVRO ABERTO

...Ele então aproveita para relembrar a tese do bom vendedor, que não é propriamente dele, mas de Zequinha Teixeira, o mais bem-sucedido homem de negócios de Anajé e arrabaldes. Quando meninos, Zequinha e seus irmãos vendiam pastéis a romeiros e viajantes que passavam por Anajé em direção a Brumado, Chapada Diamantina e Bom Jesus da Lapa.


 

O ESCRITOR NA VITRINE